Organização do Movimento de Schoenstatt

O Movimento de Schoenstatt, conhecido também como Obra Internacional de Schoenstatt é organizado federativamente. É constituída por mais de 20 comunidades independentes juridicamente, mas animado diretamente pela mesma espiritualidade. A ação apostólica, enquanto Movimento na Igreja, é em conjunto e organizado a partir da Central Nacional do Movimento de Schoenstatt.

 

Enquanto graus de pertença à Estrutura Organizativa são constituído por: a Liga Apostólica, a União e o Instituto. Todos agem apostolicamente na Igreja mas diferenciam-se no estilo de vida evangélico e comunitário, segundo a característica de cada um. Não é uma constituição hierárquica, mas opção vocacional de pertença.

 

Na Liga Apostólica os membros se comprometem ao empenho apostólico segundo sua capacidade de dedicação ao mesmo. Também organizam-se comunitariamente em grupos, mas sem constituírem-se com um comprometimento jurídico.

 

O Padre José Kentenich, fundador do Movimento de Schoenstatt, insistia que os Institutos e as Uniões têm a tarefa de servirem magnanimamente às organizações da Liga e do Movimento Popular e de Peregrinos.

 

O Movimento de Schoenstatt tem reconhecimento do Vaticano como um movimento que ajuda na evangelização e transformação da Igreja nos dias de hoje contribuindo com uma ascética para a fomentação da Fé e estilo de vida cristã.

 

Sendo um Movimento Internacional possui uma mesma fonte de alimentação: Desta  fonte emana:

  • ALIANÇA DE AMOR COM A MÃE RAINHA TRÊS VEZES ADMIRÁVEL DE SCHOENTATT;

  • O Santuário Original juntamente com todos os Santuários da Mãe Rainha espalhados nos quatro horizontes da terra, como lugar de oração e de peregrinações;

  • O mesmo Fundador, Padre José Kentenich, cujo carisma todos partilham.

 

Pe. Vandemir Jozoé Meister, ISch.

Redação.

© 2017 Terço dos Homens Mãe Rainha
  • Flickr Social Icon
  • Instagram ícone social