November 1, 2019

August 25, 2019

Please reload

Posts Recentes

60 perguntas sobre o Terço dos Homens

November 1, 2019

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Primeiro aniversário de sacerdócio celebrado no Brasil

 

Santuário Tabor da Nova Evangelização comemora os 22 anos de sacerdócio de seu reitor

 

Taciana Ferreira – Na última sexta-feira, dia 29 de junho, a Igreja Católica celebra a festa dos Apóstolos Pedro e Paulo. A Família de Schoenstatt do Santuário Tabor da Nova Evangelização se colocou em ação de graças, nesse dia, pelos 22 anos de sacerdócio do reitor, Pe. Carlos Alberto Pereira. É a primeira vez que ele comemora sua ordenação sacerdotal no Brasil. Pe. Carlos Alberto é português e chegou para trabalhar com o Movimento, no Brasil Tabor, em finais de 2017. Atualmente, além de reitor do Santuário de Olinda/PE, ele é assessor regional da Juventude Masculina de Schoenstatt no Nordeste e assessor do Terço dos Homens Mãe Rainha na região metropolitana de Olinda/Recife.

 

A celebração contou com a presença do Pe. Pedro Cabello, diretor do Movimento Apostólico de Schoenstatt no Nordeste, e do seminarista Renan Maurício da Silva, morador do bairro de Ouro Preto, onde está localizado o Santuário. Também estavam presentes representantes de todos os ramos e apostolados do Movimento, em especial representantes do Terço dos Homens de vários bairros da região metropolitana do Recife.

“Coloco-me inteiramente à disposição de vocês, com tudo o que sei e com o que não sei, com o que posso e com o que não posso, mas, sobretudo, com o meu coração” (Pe. José Kentenich, Doc. de Pré-Fundação)

 

Em sua homilia, na Santa Missa celebrada no Santuário, o Pe. Carlos Alberto enfatizou que a celebração de seus 22 anos de ordenação sacerdotal é uma festa de todos. Ele diz isso porque, segundo explica, para continuar a caminhar na fé sobre as águas, como Pedro queria, só é possível se a comunidade der as mãos ao sacerdote. O reitor salienta que só é possível construir uma verdadeira Igreja se a comunidade estiver em oração pelo Papa, pelos bispos e sacerdotes – como tanto fala o Santo Padre –, pois o sacerdote não faz nada sozinho. Ainda de acordo com o Pe. Carlos Alberto, a vocação sacerdotal só tem sentido quando cada cristão vive junto com ele o seu sacerdócio em Cristo: “Por isso quero agradecer a todos, a tantas pessoas que passaram ao longo desse tempo em minha vida sacerdotal”.

 

Recém-chegado ao Brasil, o Padre relata ainda: “Hoje estou muito feliz, já falei isso para algumas pessoas. Estou, nessa ocasião, vivendo um dos momentos mais lindos do meu sacerdócio aqui no Nordeste, aqui neste Santuário e com todas as pessoas que vêm aqui, com os romeiros e com todas as pessoas que vêm aqui com fé. Com todos os que pertencem ao Movimento de Schoenstatt, todos os ramos e todos aqueles que querem viver verdadeiramente sua fé”.

 

Gratidão e parceria

 

Parte da celebração, o reitor dedica a agradecer ao Pe. Pedro: “Apesar de termos poucos meses trabalhando juntos, tem sido uma experiência maravilhosa”. Agradecimento também ao seminarista diocesano Renan, filho da comunidade do bairro de Ouro Preto, e aos seus pais, que “deram o melhor de si para a Arquidiocese de Olinda e Recife, para Deus: seu filho”. É lembrada com igual gratidão a vocação de Luiz Joaquim da Silva, que atualmente está no noviciado do Instituto dos Padres de Schoenstatt, o primeiro seminarista deste Santuário a ingressar na comunidade.

 

Após a missa, o Pe. Carlos Alberto foi surpreendido com uma singela homenagem pela qual os representantes dos ramos e apostolados parabenizaram o reitor.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
© 2017 Terço dos Homens Mãe Rainha
  • Flickr Social Icon
  • Instagram ícone social